24 de julho de 2024

Terça “Nervosa” com cenário doméstico

Ontem, terça-feira, véspera de julgamento de Habeas Corpus do ex-presidente Lula, foi marcada por um movimento de forte valorização do dólar no mercado brasileiro, uma trajetória um pouco diferente da moeda lá fora, que trabalha em leve alta.

Diversas declarações desde a noite de segunda fomentam o clima de confusão e como as interpretações dessas declarações são as mais diversas possíveis, o clima se torna mais nervoso ainda.

Já na segunda, 02, a mídia divulgou um vídeo de pouco mais de 3 minutos da atual Presidente do STF, Carmem Lucia que basicamente pedia respeito às opiniões.

Ontem foi a vez de Gilmar Mendes, aquele ministro do STF que em 2016 era a favor da condenação em segunda instancia, e que hoje não é mais, declarar diretamente de Portugal, que após o julgamento do HC de Lula, o país será pacificado. Ele também levou a público seu posicionamento sobre Lula ser um símbolo, um ativo do Brasil, e que a prisão do ex-presidente mancharia a imagem do Brasil internacionalmente.

Acredito numa pacificação, não num aumento de conflitos. Talvez um aumento aqui e acolá, palavras mais duras, palavras de ordem, mas não me parece que haverá uma sublevação […] Qualquer que seja o resultado, pró-execução em segundo grau ou não, me parece que haverá uma pacificação”, afirmou o ministro Gilmar Mendes, quando questionado por jornalistas sobre a tensão em torno do julgamento.”

Paralelamente o mercado foi bombardeado com informações sobre possíveis manobras partidárias para o não julgamento do HC marcado para Hoje, dia 04.

Além disso, a confirmação da filiação de Henrique Meirelles ao MDB, para se unir em chapa na candidatura de Temer ajudou a fomentar o estresse financeiro. Em clima de campanha, com direito a foto junto com Temer, banner com slogan e discursos no estilo promoção do tipo rasgação de seda sobre uma dupla que vence desafios desde 2016, época da “maior crise histórica do Brasil” segundo Meirelles.

Bom, mas o fato é que o mercado precificou a saída de Meirelles do Ministério da fazenda e não sua possível candidatura como vice de Temer.

Em meio a todo esse clima, o dólar subiu e fechou as 17horas cotado no comercial a R$ 3,3380. Os contratos de dólar negociados na bolsa continuaram a subir e fecharam com um gap.

Hoje o mercado terá não somente a influência do cenário doméstico (votação HC Lula). Soma-se a isso o impacto de uma nova rodada na Guerra comercial estabelecida entre EUA e China, pois durante essa madrugada, o país asiático anunciou outra leva de produtos com tarifação de 25% e nesse rol ao contrário do que se esperava, estava a Soja.

Essa tarifação já enfureceu os norte-americanos e alguns analistas já apostam num outro movimento dos EUA. Dizem que Trump não cederá.

Teremos uma quarta feira nervosa, estejamos preparados para momentos de volatilidade no dólar durante o dia de hoje! A sorte está lançada! Bom dia a todos e bons negócios! 

 

 

Adicionar comentários

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias