23 de julho de 2024

Petróleo – E que queda foi essa?

O coronavírus que ameaça crescimento econômico mundial corroendo a performance econômica dos países impactou diretamente na recente derretida de preços do petróleo.

A doença sem precedentes na história mundial, juntamente com o excesso de produção mundial foram parte importante no momento histórico registrado na Bolsa de NY na última segunda feira, além de histórico, fatídico.

Não foram poucos os investidores a perder rios de dinheiro nos últimos dias e arrisco até a dizer que tal situação deve determinar a interrupção na carreira de gestores de importantes instituições e quem sabe até o fim das atividades de algumas casas.

Investidores que compraram petróleo apostando que a queda era oportunidade e que os países logo retornariam ao ritmo de crescimento, se viram malucos quando perceberam que erraram a mão e pior, que o custo para rolar suas posições do contrato à vista, que venceu nessa segunda dia 20 para contratos com vencimentos mais longos, era altíssimo e impraticável.

Esse alto fluxo de investidores com a mão errada desencadeou uma enxurrada de ordens de venda. Investidores não pagaram o preço para continuar posicionados em vencimentos futuros e liquidaram suas posições e o efeito pressionou mais ainda o preço do petróleo listado na Bolsa de Nova York – o WTI negociar com deságio e encerrar o pregão cotado a – US$ 37,63.

Para entender mais sobre como os preços cederam tantos nos últimos meses e sobre a segunda-feira tensa recomendo um texto mais detalhado que elaborei e que subirá em breve.
Deixo vocês saberem.

 

 

 

 

#hedge #commodities #petróleo #óleo #energia #NY #NYSE #bolsas #mercadofinanceiro #cotação

 

 

Adicionar comentários

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias