13 de julho de 2024

ONU destaca importância de leguminosas para uma dieta e planeta saudáveis

As Nações Unidas marcam esta quarta-feira, 10 de fevereiro, o Dia Mundial das Leguminosas. Esse ano, o tema é “Ame leguminosas – por uma dieta e planeta saudáveis”.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, FAO, a data “é uma oportunidade para aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais das leguminosas e sua contribuição para sistemas alimentares sustentáveis ​​e um mundo sem fome.”

Eventos

Também conhecido como pulses, as sementes comestíveis das plantas leguminosas são essenciais para enfrentar os desafios da pobreza, segurança alimentar, saúde humana, qualidade do solo e meio ambiente, contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Em 2018, a Assembleia Geral designou o Dia Mundial das Leguminosas pela primeira vez, após o sucesso do Ano Internacional das Leguminosas marcado em 2016.

Para marcar a data, a FAO organiza um evento na quarta-feira, em Nova Iorque, com a sua vice-diretora-geral, Beth Bechdol, o presidente do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, Munir Akram, e representantes permanentes de Burkina Faso, Guiana e Malaui, entre outros.

Na sexta-feira, 12 de fevereiro, a agência realiza um evento global com participação do diretor-geral da FAO, Qu Dongyu, a primeira-dama da Argentina, Fabiola Yáñez, ministros da agricultura da Índia, Narendra Singh Tomar, e França, Julien Denormandie.

Alimentação

Legumes como grão-de-bico, base de pratos típicos do Mediterrâneo como os húmus, o tipo de feijão usado no café-da-manhã inglês e as lentilhas e ervilhas da Índia são alguns dos grãos destacados pela FAO como fundamentais na promoção da segurança alimentar de muitos países.

A agência lembra que esses legumes não incluem os feijões verdes e as ervilhas que são classificados de vegetais. As leguminosas também excluem a soja e nozes que são utilizadas para extração de óleo.

Segundo a FAO, leguminosas são fundamentais na promoção da biodiversidade do solo e têm valor nutritivo, sendo fonte de proteína principalmente onde os derivados de leite e carne não são acessíveis para toda a população.

Esses legumes também são ricos em fibra e baixos em colesterol, além de ajudar a controlar os níveis de açúcar.

Devido a essas qualidades, são recomendadas por profissionais de saúde para o tratamento de doenças não transmissíveis, como diabetes e problemas cardíacos. Também foi comprovado que ajudam a combater a obesidade.

Agricultura

Para os agricultores, as leguminosas são importantes porque, além de serem comercializadas, podem ser consumidas, mantendo a segurança alimentar de suas famílias e estabilidade econômica.

Elas também aumentam a produtividade das terras agrícolas por causa das propriedades do nitrogênio, que mantém afastadas pragas e outras doenças.

Fonte: ONU

Adicionar comentários

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias